Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Técnico da seleção francesa diz handebol é o esporte mais importante da França

Publicado
  • sábado, 29 de janeiro de 2011
  • por
  • Kiko Andrade
  • A seleção francesa disputa amanhã 30/01 a sua quarta final consecutiva de um campeonato internacional de handebol. Desde o começo da década passada o time francês está entre as melhores seleções do mundo.




    O Mil por Cento traduziu uma entrevista dada pelo técnico do selecionado, Claude Onesta, à revista World Handball e reproduzida no site oficial da Federação Internacional de Handebol.

    Técnico da seleção francesa de handebol Claude Onesta

    Essa entrevista explica um pouco dos motivos aos quais a França se tornou a maior potência do handebol mundial e o handebol, o maior esporte da França. O original pode ser lido aqui e os grifos em negrito são do Mil por Cento.

    “We don’t want this story to end”
    “Nós não queremos que essa história acabe!”

    Apesar de seus numerosos títulos nesses últimos anos, o técnico da seleção francesa Claude Onesta ainda consegue motivação para si mesmo e para o seu time – maior favorita também na Suécia. Ele é pai da tríplice coroa: Claude Onesta liderou o time francês na vitória nos Jogos Olímpicos (2008 em Pequim), no Campeonato Mundial (2009 na Croácia) e na medalha de ouro no Campeonato Europeu (2010 na Áustria). Antes do Campeonato Mundial na Suécia, a revista World Handball falou com Onesta, de 53 anos, que é treinador da seleção desde 2001 sucedendo o lendário Daniel Costantini. No Campeonato Mundial da Suécia, a França é novamente a grande favorita, apesar dos fortes adversários na primeira fase.

    Onesta é abraçado pelos seus comandados após mai uma vitória da França

    Seu time foi imbatível nos últimos campeonatos. Quão grandes são as expectativas na antes do Campeonato Mundial na Suécia

    Todos no time esperam pelo título, mas é complicado prever se nós poderemos nos tornar campeões do mundo novamente. Isso depende amplamente dos jogadores disponíveis para o campeonato sem lesões e, é claro, nós não somos o único time que quer ganhar o título. Em vista da grande quantidade de equipes de ponta no handebol internacional, pequenos detalhes vão decidir as partidas, mas, é claro, eu quero ser campeão do mundo também.

    Após todos os títulos que você e sua equipe ganharam, como se manter motivado para o Campeonato Mundial?

    Se você ama uma mulher que é muito legal, você não quer amá-la uma vez só, mas denovo e denovo. Se você ganha um título, você quer ter os mesmos sentimentos várias vezes, você quer se tornar cada vez melhor. Nós temos orgulho de nossa dominação no handebol internacional, mas respeitamos todos os adversários. Nós trabalhamos muito duro para isso e nosso maior desafio é vencer denovo e denovo. É fantástico trabalhar com esse time e nós temos experimentado a grande sensação que é uma cerimônia de premiação algumas vezes. Não queremos que essa história acabe e essa é a nossa maior motivação.

    Onesta comemora gol da França contra a Croácia

    A maioria dos seus jogadores joga em clubes de ponta na Europa. Isso faz tudo ser mais fácil pra você?

    É muito importante para todos os jogadores do time que eles joguem nos melhores clubes do mundo já eles enfrentam uma concorrência constante. Isto é melhor do que se eu tivesse apenas jogadores que são as principais estrelas de seus clubes, assim, eles precisam dar o seu 100% em todos os momentos. Então, todos eles aprenderam a assumirem responsabilidades e a enfrentarem jogadores de primeira classe já nos treinos. Com isso eles estão acostumados com a pressão o que é uma grande vantagem com em relação aos confrontos do Campeonato Mundial

    A população de seu país tem se tornado mais interessada pelo handebol desde as vitórias do seu time? Há mais jovens jogando handebol, agora?

    O handebol tem feito grande progresso ao longo dos últimos anos. Há 400 mil jogadores que pertencem ao esporte mais importante na França. A seleção é, agora, parte da cultura esportiva da França e o que é mais importante: Os franceses não gostam do time apenas por causa dos títulos, mas também por causa de nossa atitude amigável e de nossos valores sociais. É exatamente o oposto da atitude da nossa seleção de futebol durante a Copa do Mundo da África do Sul.

     
    Didier Dinart, Jerome Fernandez e Claude Onesta levantam o troféu de campeões do mundo

    Opinião do Blog

    O segredo do sucesso é claro! Claude Onesta é técnico da seleção francesa desde 2001. 11 anos de comando. É um trabalho de continuidade mesmo a França não conseguindo resultados tão expressivos na primeira metade da década passada (se é que ficar entre as 3 melhores seleções não é ser expressivo).

    Os jogadores franceses jogam nos melhores times do mundo contra os melhores jogadores do mundo. Essa é a melhor forma de ganhar a tão sonhada experiência internacional! Por que os brasileiros não conseguem ir para a Europa? Perguntem ao homem dos sete.
     E por fim, 400 mil! Quatrocentos mil atletas! O handebol se joga com 14 atletas, um bom elenco se faz com 20, 21. Na França, 400 mil pessoas praticam handebol! A população da França é de 62.616.488, isso dá 1 jogador de handebol para cada 156 habitantes. Seguindo a proporção, o Brasil deveria ter 1,2 milhão de jogadores de handebol! Como diz Capitão Nascimento: "Nunca serão!"

    2 Comentários:

    Anônimo

    queria saber se alguem sabe o salario dos jogadores em media da franca

    Deixe a sua opinião e contribua para o alto nível do debate!

     
    Copyright (c) 2010 Blogger templates modificado por Kiko Andrade
    1000% é melhor visualizado utilizando : Mozzila Firefox