Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

A Confederação Brasileira de Handebol fala oioioioi e mostra móveis para você

Publicado
  • sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011
  • por
  • Kiko Andrade
  • Eu relutei muito em escrever esse post. Não quero ser taxado como “o chato que mete o pau na CBHb”. Nem quero que o Mil por Cento seja conhecido como “o blog chato que só fala de handebol”, mas depois que eu mostrei sobre o que eu ia escrever para um amigo e ele me disse: “Kiko, desista do handebol no Brasil”, eu resolvi escrever!


    Novamente passeando pelo ótimo site da Confederação Brasileira de Handebol, eu decidi clicar no primeiro link da barra de menus: CBHb. Clicando lá, aparecem dois sub-menus: História e Diretoria. Resolvi ler um pouco sobre a história da confederação do esporte que eu amo e jogo desde os 11 anos de idade. Bom, logo no primeiro parágrafo, já fui agraciado com essa pérola. Cliquem na imagem para aumentá-la.


    Sim, amigos leitores, a CBHb dá “oioioioi” para nós!

    Eu, escrevendo aqui no Mil por Cento, que é um blog pessoal, sem nenhuma intenção maior ou compromisso profissional, tento corrigir os posts, revisá-los, editá-los, tudo com o maior cuidado para não conter erros e, mesmo assim, vocês já devem ter percebido alguns. Agora, poxa, um site oficial de uma confederação esportiva nacional, deixar passar um erro GROTESCO, BISONHO e JUVENIL desses é lamentável!

    Homem dos SETE, por favor, pede para o pessoal que “deveria” atualizar o site retirar esse RIDÍCULO “oioioioi” dali, pode ser?

    E antes que alguém venha dizer que eu estou sendo duro, eu digo que não! Se eu estivesse sendo duro demais, esse post aqui não teria tido mais de 1300 visualizações de página.
    Duro, é pra quem queria jogar handebol e não pode porque na escola dele não tem time, ou porque não tem nenhum clube na cidade dele, ou porque o handebol no estado dele não é desenvolvido, ou porque ele joga descalço, ou porque ele não tem bola pra jogar, ou porque ele não tem TV a cabo pra ver jogos na ESPN, como eu não tinha, ou porque quando ele vê handebol na TV, o Brasil perde pro Japão, ou porque...

    E se você acha que o ruim não pode ficar pior...

    Pois pode, leitor! Se prepare, pois essa também é de morrer! Eu vou explicar para vocês tentarem identificar e depois eu coloco a figura, lá vai:

    1) Acessem o site da CBHb;
    2) Vejam que na parte superior tem um slide que com várias fotos das seleções de handebol. Fica ao lado da foto da atleta arremessando;
    3) Apertem F5 e prestem bastante atenção quando o slide é carregado, mas bastante porque é bem rápido.

    Vocês conseguiram perceber qual imagem aparece antes da foto que tem o Borges e o Bruno Santana? Não? O Mil por Cento te mostra:


    Sim, é a foto de uma sala de estar de alguma casa. A empresa que fez o site deve ter utilizado o mesmo slide de outro trabalho e se esqueceu de retirar essa bendita foto. Só pode ser uma brincadeira de muito mau gosto ou um descuido simplesmente inaceitável! Como que um erro desses passou pelo departamento de marketing da CBHb. Se eu percebi, como um diretor de marketing de uma grande empresa, possível patrocinadora, acostumado a ver minúcias não vai perceber? E o pior sabe o que é? É que pra fazer isso, a CBHb teve que pagar pra alguém. Dinheiro esse que poderia ser gasto para desenvolver o handebol e ajudar a lapidar novos talentos para as Olimpíadas Rio 2016, por exemplo.

    Ah, falando em novos talentos, eu também visitei sessão Caça Talentos. Sabe o que eu li lá? Não há informações cadastradas...


    Mas não, meu amigo, eu não vou desistir do handebol no Brasil!

    4 Comentários:

    Evandro Morais

    Ora, ora, ora, ora Kiko.
    Você acha que eles tem tempo para repassar o site antes de aprovar. O Diretor de Marketing da CBHb, Sr. Guilherme ângelo Raso, que é de Brasília deve ser um homem muito ocupado para não perceber esses detalhes.
    Agora nós que não somos tão ocupados assim percebemos e nos indignamos com as coisas que fazem. Veja bem outro absurdo. Todos nós, seres normais, quando viajamos em nossas férias, buscamos as melhores acomodações no destino de nossa viagem. Um coisa me chamou a atenção na Assembléia Geral Ordinária da Confederação Brasileira de Handebol. Somente três empresas se candidataram para a licitação realizada com a finalidade de hospedar quem irá participar da reunião. A assembléia será realizada nos dias 24,25,26 e 27 de fevereiro de 2011 no Real Classic Hotel, em Aracajú, Sergipe.
    Até aí, nenhuma coisa estranha. As coisas só começam a fazer sentido quando nós pesquisamos o hotel na internet. O padrão do hotel é altíssimo. 80% das suites tem vista para o mar. Tem suite com televisão até no banheiro. Serão gastos só em hospedagem com alimentação R$ 24.882,00 (vinte e quatro mil, oitocentos e oitenta e dois reais) fora as passagens aéreas para os participantes. Serão utilizados 20 apartamntos duplos e 12 singles. Serão servidas aproximadamente 220 refeições. Acredito que essa reunião deva sair mais de R$ 30.000,00 (trina mil reais).
    Agora vão os questionamentos. Será que essa reunião deveria ser mesmo realizada em um hotel de padrão 4 ou 5 estrelas? Será que era preciso ser em um hotel de frente para o mar?
    Todos nós, simples mortais, sabemos que Aracajú, por ser uma cidade turística, deve ter centenas de hotéis e com certeza alguns três estrelas, que não deixa muito a desejar, já que os participantes irão participar de reuniões que ocuparão grande parte do dia, não lhes restando muito tempo para curtir o hotel ou fazer turismo.
    Será que só tem essa reunião no ano? Que eu me lembre, quando as seleções foram treinar na cidade de Praia Grande, os atletas ficaram em colônias de férias de cidade. Eles sim deveriam ficar melhor hospedados. Na ocasião, também não lembro de ter visto no site a licitação para a hospedagem dos mesmos. Nem nos treinamentos da seleção e nem nas etapas do Circuito Brasileiro de Handebol de Areia.
    Vejam vocês no site da Confederação, na parte de licitações, onde e como é utilizado o dinheiro do handebol brasileiro. Vejam as diferenças de preços pagas por hospedagem de atletas e de diretores.
    Depois comentem o que acharam.

    Um forte abraço
    Evandro Morais

    joao

    Cara, não desista nunca. Você é a luz no fim do tunel. Depois que descobri este blog fiquei um pouquinho animado, pois, alguem esta tendo a coragem de escancarar o que realmente acontece com o HANDEBOL no Brasil, principalmente a política admininstrativa que reflete lá em baixo, na base, nos clubes, nos atletas que querem participar, jogar, continuar jogando depois dos 17 anos. A primeira medida ou ação pró handebol no Brasil é mudança administrativa, principalmente das pessoas...etc.
    Joao Borja, fã de handebol

    Kiko Andrade

    Evandro, pensamos a mesma coisa em instantes diferentes e acabou virando um post. Obrigado pela visita e pelo comentário.

    João, todos nós somos luzes! Devemos começar a agir de alguma forma cada um com a sua parcela de participação. Eu cuido do blog, alguém treina, alguém se candidata e alguém muda. No final, todos tiveram sua parcela na ajuda! Obrigado pela visita e seja sempre bem-vindo.

    valdinei

    amigos comecei a trabalhar com o handebol a pouco tempo em 2006 na escola que leciono,de la pra ca me apaixonei pelo esporte e matenho equipes em categoria de base,tenho dificuldade de conseguir material para que possa me aprimorar mais no esporte o primeiro lugar em que pensei buscar foi no site da CBHb,mas nem a tabela com transmissão pela espn não tem,participo do campeonato gaucho nas categorias mirim,infatil e cadete e um ano tive o prazer de participar da copa petrobras que logo foi instita,problema que vejo no handebol que todos querem ganahr em cima do esporte sem a preucupação de fazer ele crescer,vejo que é vantagens pra alguns manter o esporte quase como amador sem precisar dar explicação,tenho fé que as coisas mudem que pessoas que realmente quero o handebol grande e com destaque como ele merece se junte ,como neste blog pra nos organizarmos e reevidicarmos organização e mis profissionalismo de nossos diretores já que ganham como tal.

    Deixe a sua opinião e contribua para o alto nível do debate!

     
    Copyright (c) 2010 Blogger templates modificado por Kiko Andrade
    1000% é melhor visualizado utilizando : Mozzila Firefox