Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Os "donos" da Liga Nacional de Handebol não querem times do Nordeste

Publicado
  • segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011
  • por
  • Kiko Andrade
  • Pelo menos foi isso que afirmou o ex-presidente e atual diretor técnico da Federação Pernambucana de Handebol Vinicius Macieira. Segundo ele, devido à distância entre São Paulo e Recife, o Clube Português do Recife não participa da liga Nacional de Handebol mesmo se proponto a participar. De acordo com Vinicius, os times de São Paulo, “donos da Liga”, não estariam dispostos a arcar com os custos da longa viagem até a capital Pernambucana.

    Mas sabe de quem é culpa disso? Dos Bandeirantes e dos Portugueses! Dos Portugueses que não se contentaram só com Salvador e resolveram seguir para a direção Sul e dos Bandeirantes que marcharam para o Oeste. Estão vendo, se o Brasil fosse pequeno como na época do descobrimento, seríamos uma potência olímpica! A mobilidade seria mais fácil, teríamos 20 equipes na primeira divisão do handebol brasileiro e tudo seria ótimo.

    Mapa do Brasil da época das Capitanias Hereditárias

    Essa desculpa do Brasil ser grande é só um argumento para tentar esconder a incompetência e a falta de gestão e visão esportiva de quem comanda o esporte brasileiro.

    Porque não dividir o Brasil em cinco regiões esportivas? Os times se enfrentariam dentro das regiões e os três melhores de cada região mais o melhor quarto colocado de todas as regiões se classificariam e fariam uma fase final em um determinado estado? Seriam três meses de confronto dentro da região com jogos de ida e volta e mais duas semanas de fase final no Rio Grande do Sul ou em São Paulo mesmo ou no Rio de Janeiro. 16 equipes, 4 grupos de 4 times. Classificam duas equipes de cada grupo e depois faria chaveamento olímpico, como no mundial. Oitavas, quartas, semi, terceiro e quarto e final com um grande jogo com transmissão de TV e tudo!

    Perfeito!

    Vinicius Macieira está implantando um sistema parecido como esse no campeonato Pernambucano. O Clube Português fica com raiva por não poder jogar a Liga Nacional, mas também fica de bico quando tem que ir até Petrolina, que fica no sertão Pernambucano. Entretanto, com esse sistema de zoneamento do estado, o número de times participantes deve quase triplicar em relação ao ano passado. É a interiorização do handebol, como Vinicius gosta de falar.
    Enquanto os “donos da Liga” não deixarem de achar que tem o rei na barriga, como muitas vezes eles acham que tem e todos sabem disso, e quando a CBHb e o Homem dos SETE não resolverem trabalhar de verdade, a Liga Nacional de Handebol vai continuar sendo essa mesmice aí. Poucos times, apenas três ou quatro estados participando e nada para o desenvolvimento do Handebol Brasileiro.

    1 Comentário:

    Júnior Fernandes

    Realmente... Enquanto os "DONOS" da Liga Nacional não mudarem a sua mentalidade, jamais seremos uma potência na nossa modalidade. Claro que esse não é o único erro, mas essa já seria uma ótima iniciativa para mudar esse quadro. Enquanto muitos pensarem apenas no bem próprio e no lucro de poucos, nosso handebol não vai evoluir, mesmo com todo o esforço dos "pequenos" e da base.
    @LPHb_

    Deixe a sua opinião e contribua para o alto nível do debate!

     
    Copyright (c) 2010 Blogger templates modificado por Kiko Andrade
    1000% é melhor visualizado utilizando : Mozzila Firefox